fbpx
Escolha uma Página

Guia de hospedagens: compartilhada, dedicada, VPS, contêiner e cloud

guia de hospedagens

Neste guia de hospedagens as diferenças entre os 5 tipos de hospedagem a seguir: a hospedagem compartilhada, o servidor dedicado, o VPS, o contêiner e a hospedagem cloud. Além disso, algumas orientações a serem levadas em conta na hora de escolher a hospedagem para seu site.

Parte 1

Hospedagem compartilhada: baixo custo e desempenho sujeito a instabilidades

A hospedagem compartilhada é um modelo de hospedagem de sites mais popular, devido ao baixo preço de mercado e alta lucratividade para os fornecedores.

Uma hospedagem compartilhada consiste em um servidor, ou seja, um computador de alta capacidade, no qual centenas e até milhares de sites são colocados dentro dele.

De maneira que o proprietário do servidor consegue alocar muitos sites dentro dele, a margem de lucro da empresa é bastante alta, mesmo cobrando valores baixos dos seus cliente para a mensalidade. É comum também que empresas de hospedagem façam contratos anuais e até mesmo trienais para esse tipo de serviço.

Na hospedagem compartilhada os sites estão compartilhando todos os recursos do servidor: processador (CPU), memória (RAM) e armazenamento (HD ou SSD).

O compartilhamento dos recursos computacionais pode causar, no entanto, lentidões e instabilidades nos sites. Para exemplificar, imagine um grande edifício de escritórios com 3 elevadores. Na hora do almoço os funcionários de todos esses escritórios estão saindo para comer, e chamando elevadores em todos os andares. Mesmo com vários elevadores (três, no caso) é de se esperar que haja filas e esperas, com paradas em diversos andares. Bastante provável também que em algumas paradas um elevador esteja lotado.

Uma hospedagem compartilhada pode funcionar como um elevador lotado

Num momento em que o prédio não tem ninguém, as viagens no elevador podem ser rápidas. Da mesma forma, um servidor compartilhado pode ser rápido em alguns momentos do dia, mas por outro lado ter um desempenho lento em momentos de pico de tráfego.

Servidor dedicado: exclusividade, mas com custo mais elevado

Uma hospedagem em servidor dedicado funciona com uma máquina totalmente privada. Ou seja, todos os recursos físicos de um computador em um data-center estarão disponíveis para um único website.

Num servidor dedicado uma máquina física exclusiva é reservada para hospedar seu site

De maneira que os servidores são computadores de alta tecnologia e altíssima capacidade de processamento e armazenamento, os custos desse tipo de hospedagem costumam ser, por consequência, bastante altos.

Por esse motivo as hospedagens de site em servidor dedicado, também chamado bare-metal são cada vez menos comuns, fazendo sentido o seu uso apenas para alguns tipos de website com alta demanda por recursos, ou mesmo com requisitos de segurança ultra avançados.

Servidor Virtual Privado (ou VPS: Virtual Private Server)

Numa posição intermediária entre a hospedagem compartilhada e o servidor dedicado existe o VPS.

Essa tecnologia surgiu com uma resposta parcial aos problemas de instabilidade tão comuns nas hospedagens compartilhadas e também como forma de evitar o alto custo dos servidores dedicados.

No caso das VPS, o servidor é dividido em vários pequenos servidores virtuais dentro dele. E cada uma dessas divisões tem uma quantidade de processamento, memória e armazenamento pré-definidos. Dessa maneira, em vez de os sites ficarem concorrendo por recursos, cada site já tem os seus limites de recursos pré-definidos.

O cliente que aluga um VPS tem acesso a configurações mais avançadas no sistema operacional, da mesma forma que teria num dedicado, podendo customizar diversos aspectos do ambiente onde seu website está.

Fazendo uma outra comparação, imagine um grande casarão, realmente grande. No compartilhado, ele foi transformado num cortiço, onde cada quarto mora uma família, e elas compartilham banheiro e outras instalações. No dedicado, o dono do casarão mora só e tem toda a edificação a seu dispor, inclusive todo o custo de manutenção daquela grande estrutura. O VPS é como se o dono do casarão tivesse reformado e construído apartamentos individuais totalmente adequados, com recursos completos dentro de cada apartamento, privacidade e segurança de cada um.

Mas existe um porém. A separação dos recursos numa VPS é apenas teórica. Pois os ambientes virtuais privados estão, de fato, compartilhando uma estrutura física real de um servidor. E portanto, ainda que estejam mais bem protegidos que numa hospedagem compartilhada clássica, a VPS também compartilha os recursos de uma máquina entre diversos sites e, no limite, em situações extremas, isso pode causar algum tipo de instabilidade ou indisponibilidade num site lá hospedado.

Parte 2

Nos últimos tempos surgiram novas arquiteturas para sistemas de hospedagem de sites. Com a obsolescência das hospedagens compartilhadas e com o surgimento de novas tecnologias de computação em nuvem, dois tipos novos de hospedagem surgiram no mercado.

Contêiner

Uma das soluções da nova geração de hospedagens é o contêiner. Resumidamente, essa tecnologia é similar a uma hospedagem compartilhada, pois os diversos sites estão compartilhando a mesma base em termos de sistema operacional.

No entanto existe uma separação em termos de Cpu, Ram e disco que traz um pouco mais de segurança e estabilidade aos sites quando comparamos a uma hospedagem compartilhada dos velhos tempos.

É importante notar, contudo, que esse separação é relativa e de certa forma menor que na VPS. Se na VPS podemos ter acesso à raiz do sistema operacional e fazer ajustes no servidor para que melhor se adapte às nossas necessidades, no contêiner isso não é possível.

As personalizações possíveis são apenas intermediárias, pois todos os sites ainda estão compartilhando a base do sistema operacional.

Hospedagem cloud

Por fim, vamos tratar da hospedagem cloud, que a meu ver é o melhor tipo de hospedagem disponível atualmente para a maior parte dos websites.

De forma similar a VPS, a hospedagem cloud é um servidor virtual. Mas neste caso em vez de um único servidor ser dividido em vários pequenos ambientes, um grupo de servidores compartilha recursos de forma redundante, usando os processadores, memória e disco de diversas máquinas de forma orquestrada.

Hospedagens cloud são as mais modernas e eficientes da atualidade

A principal vantagem disso é que o site não está preso a uma máquina física específica, o que diminui drasticamente o risco de indisponibilidade em caso de falha de hardware no servidor. Se um servidor falhar, outro assume a tarefa imediatamente.

Além disso as hospedagens cloud são mais fáceis de serem aumentadas, ou seja, de terem mais recursos disponíveis para o site em caso de necessidade, sem que para isso seja preciso mover o site de um lugar a outro.

Os fornecedores de hospedagem cloud mais modernos disponibilizam diversos sistemas operacionais na instalação, concedendo aos seus clientes muito maior liberdade na customização dos aspectos da hospedagem.

Bons fornecedores de hospedagem cloud também costumam oferecer diversos pontos distribuídos geograficamente para que os sites possam ser hospedados nos lugares mais próximos do público que o acessa.

Guia de hospedagens: tabela comparativa

CompartilhadaDedicadaVPSContêinerCloud
Baixo custo
Sem isolamento
Alto custo
Isolamento total
Médio custo
Isolamento relativo
Baixo custo
Isolamento baixo
Médio custo
Alocação inteligente

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Vamos conversar?

Entre em contato para iniciarmos uma conversa por email ou whatsapp, a forma que você preferir, e vamos falar sobre seu projeto web.

gt2s.com.br - Atendimento em todo o Brasil