WordPress Vale a Pena?

wordpress vale a pena

Apesar do WordPress já estar há muito tempo consolidado como o melhor CMS do mundo, pessoas que estão entrando agora no negócio de websites costumam ficar em dúvida se o WordPress vale a pena.

Para ajudar com essa dúvida tão comum, vamos abordar neste artigo alguns tópicos que ajudarão as pessoas a decidir usar ou não usar o WP para seu website.

WordPress é bom?

A pergunta se o WordPress é bom é uma pergunta simples e objetiva. Portanto vou dar aqui uma resposta simples e objetiva. Sim, o WordPress é bom.

O WordPress é bom por alguns motivos. O principal motivo deles é o seguinte: o WordPress é popular. A ideia aqui não é ser “maria-vai-com-as-outras”, mas apenas ter clareza de que quando usamos um sistema que muitas outras pessoas usam, somos beneficiados pelo efeito da melhoria que o sistema obtém do efeito de rede. Quanto mais as pessoas usam o WP, melhor ele fica.

WordPress é popular

Ainda que isso não seja uma regra inquebrável ou inquestionável, de uma maneira geral um aplicativo usado por muitas pessoas tende a ser melhor do que um aplicativo usado por poucas pessoas. No caso de um software de criação e gerenciamento de sites, devemos levar em conta que é mais vale fazer um site num sistema que várias pessoas usam do que num sistema que poucas pessoas usam.

Isso porque um site não é como um papel impresso. Um impresso, como um cartaz, um panfleto ou um cartãozinho, depois que saiu da impressora, não vai ter problema, não vai parar de funcionar. Mas com um website as coisas não são bem assim. Um site pode muito bem dar problema depois de pronto.

Aí entra a questão. Pense na situação de ter um site que está funcionando há um ou dois anos, ou talvez cinco ou dez anos. Esse site é uma das principais ferramentas de aquisição de clientes de uma empresa. E de repente, simplesmente, ele pára de funcionar, sem mais nem menos.

Neste caso é necessário procurar um técnico, um profissional que possa restabelecer o funcionamento do website. (Obs.: se o site tivesse uma manutenção preventiva isso não deveria ocorrer, mas isso é assunto para outro momento).

Muitos profissionais usam WordPress

Se você fez o seu site em WordPress, dentro dos padrões adequados do sistema, certamente não haverá problemas. Vai ser fácil encontrar um profissional capacitado a mexer no site, resolver o que está errado, melhorar o que for possível etc.

Mas se você fez o seu site num sistema pouco conhecido, pode acabar encontrando mais problemas. É possível que não seja fácil encontrar um profissional que saiba mexer no sistema. E mesmo que se encontre tal profissional capacitado, outros problemas podem se apresentar.

Por exemplo, o cara que sabe mexer num software que poucos sabem mexer, pode querer cobrar muito caro para prestar assistência. Afinal, as leis de oferta e demanda influenciam não só no preço das mercadorias, mas também no preço da mão-de-obra. Toda demanda com oferta restrita tende a se deparar com preços elevados no mercado.

Outro problema que pode ocorrer, e que pode ser até pior é que um sistema que não seja muito popular pode acabar ficando obsoleto. Pois vamos imaginar a situação de alguém que criou um novo sistema de websites, e começou a divulgar. Num primeiro momento ele parece ser bom, promissor etc. Algumas pessoas começam a usar, mas com o passar do tempo a base de usuários não cresce.

Pode acontecer então que os desenvolvedores abandonem o desenvolvimento desse software. Ou seja, ele pode não se atualizar, ficar inseguro, com falhas sem correção e também não ser mais compatível com novas tecnologias que apareçam.

Por isso o WordPress vale a pena

Há vários motivos para se considerar que o WordPress vale a pena, e que eu não abordei muito aqui. Mas o principal deles, a meu ver, é que quando você faz seu site em WordPress você inevitavelmente se ampara numa rede de milhões de pessoas, usuários, programadores, designers, e profissionais de diversos ramos que fazem esse sistema ficar mais forte e confiável.

Saiba mais:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *